Isaías - O Evangelho em Ação

by - 09:12:00

"Aumenta o lugar da tua tenda, e as cortinas das tuas habitações se estendam; não o impeças; alonga as tuas cordas, e firma as tuas estacas" Isaías 54:2.

    Introdução: Isaías, filho de Amós, não o profeta, pastor de Técoa. Exerceu o ministério nos reinados de Uzias, Jotão, Acaz e Ezequias. Residia em Jerusalém e profetizou sobre o seu povo e sua metrópole.
    Dos profetas chamados maiores, Isaías tem uma história especial, a começar pelo seu chamado; seu livro é de uma linguagem mais próxima do aspecto evangelístico. Há algumas curiosidades referentes ao livro em comparação com toda Bíblia: esta tem 66 livros, Isaías tem 66 capítulos; O Antigo Testamento com 39 livros, está bem relacionados com os 39 primeiros capítulos do livro, por uma simples razão: o Antigo Testamnto é a Escritura Hebraica, através da qual Deus revelou a sua vontade pelas profecias e nos trabalhos espirituais do Tabernáculo. Os 39 capítulos primeiros de Isaías, são profecias e revelações de Deus sobre reis, sobre o futuro do Messias e Seu povo.
    O Novo Testamento contém 27 livros e é a porção bíblica totalmente dirigida à nova fase da Igreja, com cumprimento das profecias e dedicada ao progresso da Igreja pelo trabalho de evangelismo realizado sob a ação poderosa do Espírito Santo. Assim os 27 capítulos finais de Isaías têm uma linguagem evangélica, a começar pelo capítulo 40: 1 e 9: "Consolai, consolai o meu povo, diz o vosso Deus" e "Tu, anunciador de boas novas a Jerusalém,sobe tu a um alto monte. Tu anunciador de boas novas, levanta a tua voz fortemente...". Daí para frente a tônica principal do livro, tem muito da linguagem e incentivo ao evangelismo. Vamos aprender muito com o profeta Isaías, o evangelista do Antigo Testamento.

I - PREPARADO POR DEUS

    O SENHOR Todo Poderoso teve o cuidado de mostrar ao profeta uma visão maravilhosa que lhe dava a dimensão do trabalho.
    Os serafins com suas asas cobriam os seus rostos, os seus pés e voavam. Vemos aí que o SENHOR estava ensinando a Isaías: a reverência, a humildade e o trabalho. Compreendendo sua condição humana, ele diz ao SENHOR que era um homem de lábios impuros. Sentiu naquele instante o tocar nos seus lábios de uma brasa viva e a declaração: "...eis que isto tocou nos seus lábios; e a tua iniquidade foi tirada, e purificado foi teu pecado". (cap. 6:7). Depois desse processo divino, Isaías ouve uma pergunta: "... a quem enviarei e quem há de ir por nós?" Sentindo que a mão poderosa de Deus o havia trocado, respondeu: "eis-me aqui, envia-me a mim" (v. 8). Estava preparado para a missão que o SENHOR lhe confiara, profeta do seu povo. Mas tarde, ele reconheceu essa ação divina em sua pessoa e diz: "O SENHOR Jeová me deu uma língua erudita" (cap. 50:4). Que bênção, que transformação!
    Dessa maneira ele pode falar muito sobre o evangelho da salvação. Despertou os pregadores alertando-os para essa missão gloriosa. Falou sobre o progresso da Igreja mostrando o seu crescimento e sua firmeza. Pode mostrar ao homem sua urgente necessidade de buscar ao SENHOR e converter-se dos seus maus caminhos. E para justificar sua mensagem mostrou o que Deus em Cristo pode fazer pelo pecador, purificando-o dos seus pecados.
    Isaías não foi só um profeta evangelista, mas um servo de Deus, um modelo do homem preparado, um exemplo de coragem e decisão para enfrentar a missão cristã, que muitas vezes é difícil, e até incompreendida. Quantas vezes o obreiro canta absorto: "Nem sempre será o lugar que eu quiser, que o Mestre me tem de mandar". Mas quando chega a hora da decisão, faltam-lhe a coragem e a fé. É preciso confiar mais no SENHOR; Ele está pronto a ajudar e a encher do Seu Espírito, dando ao mensageiro ainda "uma língua erudita".

II - O QUE DEUS ESPERA DO SEU POVO

    Os exemplos de Isaías forma passados para a Igreja de Cristo na sua nova fase.
    Jesus escolheu entre Seus discípulos doze homens, os quias chamou apóstolos. Deu-lhes virtude e poder, depois enviou ao campo de trabalho. Nessa força, eles saíram para realizar a obra de anunciar o Evangelho, que era confirmado por milagres e maravilhas. Aos setenta, Ele também enviou com a missão de pregar, curar e operar milagres pelo Seu poder.
    Disse Jesus que o campo é o mundo, isto é, toda a humanidade. Por isso, prometeu encher de virtude e poder Seus servos para que, começando por Jerusalém, o evangelho fosse pregado até os confins da terra. O mesmo SENHOR disse que essa obra bendita tem a finalidade de arrebanhar Suas ovelhas que ainda estão fora do aprisco. Como campo é o mundo, grande é a extensão da obra, por isso, o evangelho deve ir, como nas asas do anjo, com rapidez e proficiência.
    O dever de testemunhar de Cristo é de todos, porque todos foram por Ele redimidos, tendo assim o compromisso de trabalhar para a expansão do reino de Deus.
    Em Atos 8, podemos notar que a Igreja foi enviada ao campo, por uma providência até estranha, a perseguição em Jerusalém. O versículo 1 declara que com o eclodir da perseguição a Igreja se espalhou para fora de Jerusalém. No versículo 4 lemos: "Mas os que andavam dispersos, iam por toda parte, anunciando a Palavra".Paulo pede aos filipenses que ajudassem às mulheres que o auxiliavam no evangelho (Filipenses 4: 3). Confessa aos coríntios que a pregação da palavra era-lhes uma obrigação (I Coríntios 9: 16). Se o era para Paulo é a todas as testemunhas, que são filhos de Deus. Cada crente tem sua parcela de responsabilidade de acordo com os talentos que recebeu do SENHOR. São pés que sobem aos montes, descem as montanhas e caminham pelos vales, em busca da ovelha perdida. Depois de um dia de jornada, na bendita obra de evangelizar, realmente é compensador e gratificante voltar para casa com a consciência tranquila por haver realizado uma nobre missão.
    Queira Deus que todos possam estar separados para responder "eis-me aqui". Seja um mensageiro voluntário do santo evangelho ao pecador. Quem tiver esse desejo e se entregar à obra, receberá do SENHOR "uma língua erudita" e depois a coroa da vida cravada de estrelas (Daniel 12:3).

Texto adaptado da série de lições bíblicas "O Ensino que vem do Passado" da autoria do Pastor Genésio Mendes.

You May Also Like

0 comentários